Théorie de l’indiscernable

    João Maria Gusmão + Pedro Paiva

    • Traduzido do Português para o Francês.
    • "Teoria do indiscernível", texto original publicado no vol. "Abissologia - Teoria do Indiscernível" (Lisboa, 2012).
    • Publicação impressa e digital prevista para o inverno 2017-2018.

    João Maria Gusmão (Lisboa, 1979) e Pedro Paiva (Lisboa, 1978) colaboram desde 2001 na criação de objetos, instalações, filmes de 16 e 35mm, e também em projetos editoriais.

    A dupla  de artistas participou em várias bienais internacionais: em 2006, na 27ª Bienal de São Paulo (Brasil); em 2007, na 6ª Bienal Mercosul, Porto Alegre (Brasil); em 2008, na Manifesta 7 (Itália); em 2009 representaram Portugal na 53ª Bienal de Veneza; em 2010 na 8ª Bienal de Gwangju (Coreia do Sul) e em 2013 participaram na exposição central 55ª Bienal de Veneza (Itália).

    Das exposição individuais recentes destacam-se: em 2016, “The Sleeping  Eskimo”, Kunsthaus Aarau, (Suiça); 2014/15, “Papagaio”, no HangarBicocca (Milão), Camden Arts Centre (Londres) e no KW Berlim ; em 2011, “Alien Theory”, no Frac Île-de-France, Le Plateau (Paris), “There’s nothing more to tell because this is small, as is every fecundation”, no Museo Marino Marini (Florença) e “Tem gwef tem gwef dr rr rr” no Kunsthalle Dusseldorf; em 2010, “On the Movement of the Fried Egg and Other Astronomical Bodies”, no Ikon Gallery (Birmingham); em 2008, “Horizonte de Acontecimientos”  PHotoEspaña (Madrid); e a exposição “Abissologia: para uma ciência transitória do indiscernível”, na Cordoaria Nacional, em colaboração da ZDB com a Câmara Municipal de Lisboa.
    (Cf. BoCa).

    Creative Commons License